03 dezembro 2010

Este país é um coio.





Ontem o Assis disse que se demitia se alguns deputados socialistas fossem a favor das grandes empresas pagarem os impostos que deviam.

Hoje o César disse que arranjava uma chico-espertisse para os funcionários públicos dos Açores não perderem um cêntimo do vencimento por causa das medidas de austeridade que o governo do seu partido impôs a todos.

Envergonho-me de ter nascido num pais que permite duas pessoas como estas ocuparem os lugares onde estão.