17 abril 2009

Pessoas de quem gosto pouco I.


Bill Murray.

Para mim é um actor que sustenta a maior parte da sua carreira em comédias de qualidade duvidosa. Lost in Translation é um filme e uma interpretação meramente interessantes, contudo é uma obra que – diria – engana muitos dos seus admiradores de última hora.

13 abril 2009

Jobs for the incompetents.




Li hoje que Steve Jobs continua a trabalhar para a Apple, apesar de estar de baixa médica. Esta notícia também confirmava que o senhor continua a trocar emails e a telefonar para a empresa de vez em quando.

É do domínio público que a saída de Steve Jobs do cargo que ocupa na companhia irá levar as acções da Apple a cair muito e, por conseguinte, esta sofrerá uma desvalorização concreta difícil de calcular.

Perante as circunstâncias, compreendo a apreensão dos accionistas do gigante informático, habituados a lucrar milhões com a comercialização dos equipamentos desenvolvidos sob a responsabilidade de Steve Jobs. O que não compreendo é o que leva um jornal português a disponibilizar espaço para a notícia de um funcionário de uma empresa que se encontra de baixa médica.

Bem sei que o mercado está inundado de publicações que vivem de bisbilhotices sobre a vida de figuras públicas, mas este caso é diferente porque vem embrulhado no que de pior há no sistema financeiro que acabou de falir.

As agências de relações públicas criaram esta não notícia a mando da administração da Apple que quer a todo custo salvaguardar os seus lucros abismais baseados numa mão cheia de nada.

E aos jornalistas e jornais que embarcam no comboio, não os respeito.

09 abril 2009

Índices de notoriedade.

A EMEL não passou multas nesta véspera de Sexta-feira Santa. Isto, ao contrario das amêndoas da confeitaria nacional, não adocica a minha opinião acerca desta instituição financeira.

Páscoa feliz, ou bem disposta, vá.