31 outubro 2007

40.000 anos de prisão.

É a pena que um dos terroristas que assassinou 190 pessoas em Espanha apanhou (a palavra apanhou é mesmo a que quero utilizar).

Esta pena é justa e deveria ser possível de se aplicar em Portugal para casos semelhantes ou piores.

Sou frontalmente contra a pena de morte mas acérrimo defensor da prisão perpétua.

Portugal é o único pais da Europa cuja pena máxima não é a prisão para o resto da vida e gostava de pensar que isto não é outro dos nossos atrasos civilizacionais.

É que há pessoas que, pura e simplesmente, não fazem falta à sociedade.

29 outubro 2007

Preciso de ajuda.

Cara Charlotte, será que consegue explicar que coisa é esta de na Argentina as mulheres dos presidentes quererem ser como os maridos mas melhor?

25 outubro 2007

Arrancado do contexto,

Hoje, temos apenas o «metrossexual», que é basicamente um gay que ainda não aceitou a sodomia no seu coração, como os «cristãos renascidos» aceitam Jesus Cristo.

mas ainda assim cárcere definitivo da verdade. Num óptimo estado.

Ministério do bom gosto XXI.


Os marmelos (Aegle Marmelos).

São muito mais que um simples fruto. Trazem-nos uma forma simples de excelência se provados sob a forma de geleia. Quando cozidos no ponto ganham a textura do veludo, diferente da crosta cristalina da marmelada.

Apanham-se por esta altura, à beira de uma qualquer estrada ribatejana. São alvo de menosprezo pontual, tal como as castanhas, fabulosas quando Marrons Glacés.

24 outubro 2007

Sem tempo.

Este blogue volta à normalidade a partir de amanhã.

17 outubro 2007

Cá não se fazem coisas inteligentes porque o mercado é pequeno.

E há mercados semelhantes ou menores, o belga por exemplo, que fazem o favor de nos retirar este argumento.

Sobre a televisão Portuguesa:

há países onde se fazem séries interessantes sobre escritórios há décadas.

Bom Design I: Braun MPZ 21




Desenhado em 1972 por Dieter Rams.
Este espremedor de citrinos ainda é fabricado e comercializado em 2007 sem nenhuma alteração.

O bom design é a antítese da moda.



Dieter Rams.


É feito para ser intemporal, belo e funcional. Concebido para não cansar e também para agradar à vista, a peça perfeita deve ser exibida quase com vaidade.

O design de referência é conservador e poupa desde os materiais e montagem até aos anos em que irá servir sem necessidade de substituição. Não gosta de consumismo e tem pavor do desperdício.

Assim, poderá concluir-se que a Fashion Clinic e o Facto são uma espécie de estabelecimentos dirigidos a jogadores de futebol em ascensão ou a pessoas que, 15 anos depois de Nova Iorque, descobriram o sushi numa qualquer bodega de Lisboa.

15 outubro 2007

O filho do Jardim Gonçalves tem pais ricos.

Quem sabe, sabe, e o Joe Berardo é que sabe.

10 outubro 2007

O PSD e os ansiolíticos.

O novo presidente do ex-principal partido da oposição parece que anda a dormir, além dos olhos Salman Rushdie style, a dicção e até os movimentos da cabeça parecem estar noutra escala de tempo.

Isto dos consultores e conselheiros não é coisa que se subestime.

09 outubro 2007

Erro.

Quem inicialmente leu romenos em vez de holandeses no post sobre a Uitwaaien, leu bem/mal.

A brisa e a palavra são dos países baixos e devem ter origem numa espécie de trauma saudável por viverem abaixo do nível do mar.

08 outubro 2007

Nitidez.

Nos últimos dias ouvi ou li os seguintes juízos:

- Há demasiadas imagens, não precisamos de tantas. Uma palavra consigo interpretá-la e repeti-la para quem quiser, uma imagem não (a não ser que seja um bom desenhador).

- As profissões criativas, ou onde se pede criatividade para a função, estão fora de moda. O futuro passa também por ofícios repetitivos ou de essência tradicional conservadora. As pessoas não querem ser felizes no trabalho, querem sê-lo fora dele.

- Se o trabalho fosse uma coisa boa não te pagavam para o fazeres.

P.S. As duas últimas ideias foram de pessoas e conversas diferentes. Os autores de semelhantes verdades não estão identificados porque a distracção e a idade começam a tomar conta de mim.

A saudade dos holandeses.

Uitwaaien é uma palavra holandesa que, tal como a saudade portuguesa, não tem tradução aparente.

Para os holandeses, uitwaaien é uma brisa marítima que entra na cabeça e faz uma limpeza geral.

Se em vez de acrescentarmos bué de palavras manhosas aos nossos dicionários pensássemos numa que significasse esta lufada que faxina é que campávamos.

(Good) Friends in high places.

02 outubro 2007

Para um muçulmano terrorista, um ateu é pior do que um católico.

A falta de uma qualquer conivência faz-lhe lembrar o vazio, e, como toda a gente sabe, nem a Natureza suporta semelhante coisa.

01 outubro 2007

A vergonha dos que acabaram de estatelar o país.

Portugal está a caminhar a passos largos para pior. O Sr. Menezes ganhou como eu sabia mas não desejava. Para além do PSD, este país acabou de rebentar a escala da estupidez.

É ver gente inteligente corada de vergonha a felicitar o energúmeno vencedor. Manuela Ferreira Leite até estava desfigurada com as palermices que a ocasião lhe obrigou a tecer. O Primeiro-Ministro Sócrates rebolou com tamanho presente.

Mário Soares e Pacheco Pereira disseram o que de mais acertado poderia ser dito nesta ocasião pós-traumática: cuidado que em terra de populistas, incompetentes, corruptos e insatisfeitos, quem tem olho é ditador.

Espero, sinceramente, que este senhor leve rapidamente o PSD para o nível zero que é o seu próprio. Talvez este processo sirva assim como quem arranca um penso de esticão para não doer muito.

Depois dele, que venha alguém que trabalhe muito e aproveite os despojos para construir algo que se veja.

É Portugal, um país fabuloso onde vive a mediocridade por camadas.

Que Sócrates e Cavaco vivam por muitos anos.